sexta-feira, 30 de junho de 2017

38 O DIVISOR DE ÁGUAS ENTRE O CRISTIANISMO E O COMUNISMO

É comum ouvir que “o iniciador das ideias comunistas foi Jesus e não Karl Marx, e que Marx só organizou as ideias comunistas e as escreveu e publicou”. Quando eu escuto ou leio tal afirmação eu penso na passagem bíblica de Jesus e o Jovem Rico descritas em Mateus 19:16-30, Marcos 10:17-31 e Lucas 18:18-30.
Repare que nessa passagem bíblica supracitadas, Jesus sugere que o jovem rico vendesse tudo que possuía de bens e distribuísse aos pobres. E nesse ponto que que muitas pessoas confundem e entende que Jesus estava compartilhando uma ideia comunista.
O grande divisor de águas entre as ideias de distribuição de bens que Jesus afirmou em relação ao comunismo é que Jesus sugere a distribuição VOLUNTÁRIA das riquezas enquanto no comunismo a divisão de bens é OBRIGATÓRIA. No comunismo o governo tira a força os bens de quem tem mais riquezas para dar aos pobres. Muitas das vezes essa distribuição que o governo faz é injusta devido aqueles bens terem sido adquiridos com muito suor e anos de trabalho árduo.
Um outra questão importante é que Jesus estavam querendo que o jovem rico provasse a EXPERIÊNCIA DE DAR pois essa experiência faz o homem se sentir em paz com Deus e com o próximo e além de alegrar o nosso coração. A experiência voluntaria de dar é muito rica, nos faz crescer com ser humano, nos torna mais humanizado e mais amoroso.
No comunismo a experiência de dar é vetada, pois o governo é quem distribui as rendas e riquezas igualmente a todos, logo ninguém precisa fazer o exercício pessoal de dar, só quem tem esse privilégio é o governo.
Em nenhum momento das passagens bíblicas Jesus faz apologia ao comunismo, pelo contrário Jesus sugere que o jovem rico voluntariamente tivesse a rica experiência pessoal de distribuir aos pobres.
Anderson de Carvalho Borges